janeiro 11, 2014

Triskle?

Resultados da Pesquisa de imagens do Google para http://ericatarina.files.wordpress.com/2010/06/0514.jpg

Eu acho que cheguei a comentar aqui que eu tenho um grande projeto de uma trilogia de fantasia urbana baseada na mitologia céltica e indo-européia em andamento que pretendo publicar algum dia com o título de 'Pássaro de Fogo'. E em uma das minhas infinitas pesquisas sobre esse tipo de mitologia tão inexplorada e a sua história, complexidade, filosofia e elementos, encontrei um símbolo que particularmente achei muito interessante, o Triskle.

E é incrível o fato de que quando você encontra algo que acha legal ou alguma coisa ainda marcante, você a vê em todos os lugares. Por exemplo, esses dias eu estava lendo um dos meus blogs favoritos, o Dead Butterfly, quando encontrei um post falando exatamente sobre o tal Triskle. Seria coincidência se uma semana depois eu estivesse andando tranquilamente a caminho do shopping e encontrasse uma mulher que tinha um  Triskle tatuado na perna direita.

Às vezes fantasio que eu mesma estou vivendo uma fantasia urbana, mas então acordo e percebo que está na hora de fazer um post novo no blog, então aqui vamos nós.


Triskle I | Flickr – Compartilhamento de fotos!

O Triskle é considerado um antigo símbolo indo-europeu que literalmente significa "três pernas", e, de fato, este símbolo nos lembra três pernas correndo ou três pontas curvadas, uma referência ao movimento da vida e do universo.

Também os Celtas consideravam o três como sendo um número sagrado. A primitiva divisão do ano em três estações - primavera, verão e inverno - pode ter tido seu efeito na triplicação de uma deusa da fertilidade com a qual o curso das estações era associado.

Ou seja, o triskle, com suas três pontas, está associado ao fluxo das estações e por conseqüência representa a própria Deusa. Ademais, temos uma conexão óbvia com as três faces da Deusa (Donzela, Mãe e Anciã), bem como às três fases da lua (crescente, cheia e minguante), ou ainda com nossa natureza tríplice (corpo, mente e alma). Mas também reforçando o conceito da triplicidade e da cosmologia celta de: Submundo, Mundo Intermediário e Mundo Superior.


Bibliografia: x


4 comentários:

  1. Adorei o post! bem interessante, ah e o seu blog é um amorziho! <3
    Beijos xuxu! Aparece lá.
    http://livemodeow.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei o layout, adorei o blog, estou seguindo! :*
    http://modinhamodao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu sempre achei esses símbolos lindos, mas nunca consegui vê-los de um ponto de vista que não fosse estético e, veja só, mamãe tem razão: "para tudo nesse mundo, aparece, se não existe, um motivo".
    Mais uma opção de tatuagem para mim.

    ResponderExcluir
  4. Você vai escrever um livro? Sobre mitologia céltica e indo-européia? *O*
    Eu preciso ler a sua trilogia! Tenho certeza que vai ser maravilhosa! Realmente, me empolguei bastante com o seu livro, sou apaixonada por mitologia céltica.
    Adorei o Triskle, eu acho que já vi esse simbolo antes, mas não me lembro muito bem. Adorei o post.
    Bjs, Carla.
    contos-fantasticoos.blogspot.com

    ResponderExcluir